sábado, 3 de janeiro de 2009

Meu mundo, minha proteção, minha fé, nossa vida

Eu quero proteção, quero que me protejam de todos os males desse mundo cruel, quero que me protejam da maldade, do individualismo, da obsessividade, e de todo o negativismo. Quero que me protejam da destruição, do desmatamento, da padronização, do aquecimento global. Quero que me protejam do ódio, do desprezo, da sacanagem. Quero que me protejam do ser humano. Quero ser apenas eu. Não quero baboseiras na minha cabeça, quero ver além do que é material, quero sentir a vida como ela é, quero sentir o amor fluir como se fosse sangue, quero que minha alma saia dessa prisão chamada de corpo, quero abrir minha mente para novas concepções, quero ser novo, quero ser apenas eu.
Mandem chamar a luz, o iluminismo, quero deixar que ele preencha o meu ser por inteiro, quero viver em sintonia com a natureza, quer paz, quero viver em paz, ôh jah! traga a fé! Eu quero fé! Quero acreditar que ainda temos futuro, quero acreditar na revolução, na força de ação, quero acreditar que ainda existe compaixão no coração de cada pessoa nesse mundo.
Por favor, quero que abram a cabeça deles e que enfiem lá dentro toda a positividade, toda a luz possivel, tirem deles aquilo que chamam de entreteinimento, mas que não passa de uma lavagem cerebral gratuita.
Quero ficar sozinho, quero ficar quieto, quero ficar em paz de espírito, quero que só exista eu e o Dao. Eu vou abrir aos cosmos as janelas do meu coração, entregarei, confiarei e agradecerei. Só quero fluir com a vida, quero tocar na flor da vida, quero ver tudo aquilo que não se pode ver, quero que as cores, os nuances e os tons sejam apenas um só.
Porque no meu mundo tudo pode, porque no meu mundo não existe diferença, todos somos um só, todos seguimos o mesmo caminho.

2 Comments:

Bruba :) said...

"quero sentir o amor fluir como se fosse sangue"
Minha parte favorita, :)
Legal, gostei! :DD

Gabriel Medeiros said...

é como eu te disse, é a arte de fluir com a vida!